Já notou que a maioria dos filmes românticos termina com os apaixonados se casando e vivendo “felizes para sempre”? Porém, nós mortais, que não nos enquadramos entre os mocinhos e mocinhas e não somos, nem de longe, o príncipe e a princesa, ficamos sem saber o que fazer quando, ao juntarmos as escovas, surgem os conflitos naturais de um relacionamento.

O que tem que ficar claro é que nas relações, seja entre pai e filho ou funcionário e chefe, há algum tipo de conflito, dessa forma, não seria diferente quando nos referimos as questões amorosas. O grande problema é que não estamos preparados para lidar com as diferenças, já que somente aprendemos a lutar pelo amor, a conquistar e ser conquistado. Somente depois, mais adiante, descobrimos que as dificuldades estão longe de parar por aí.

Os casais descobrem as diferenças com o convívio diário, seja de gosto, de ritmo, de costumes e manias. Mas, calma, as relações podem sim ser duradouras e é possível construir o lar doce lar. Para isso, as pessoas devem estar preparadas para passar por algumas tempestades que vão abalar essa doçura. Se a relação estiver fortalecida no amor, respeito e cumplicidade, no final, tudo dará certo.

Confira abaixo algumas dicas para manter uma relação saudável

1 – Cuidado: Já ouviu aquela música “que quando a gente ama é claro que a gente cuida”? Construir uma relação saudável, seja com seu cônjuge, seus pais, seus filhos ou seus amigos, exige dedicação e cuidado. Amor, carinho e atenção não podem faltar. Relacionar-se é investir tempo, conversar, ouvir, rir e chorar juntos. Só assim para construir uma relação saudável.

2 – Atenção: Já percebeu que quando iniciamos algo dedicamos maior tempo e zelo por aquilo? Assim também é a relação. No início somos amorosos e dedicados, mas, com o passar do tempo, deixamos de cuidar e de prestar a atenção nas necessidades do outro. Esquecemos datas importantes e não damos importância as vontades do companheiro. Construir uma relação saudável é exercitar diariamente a dedicação e o amor, não apenas olhar para o outro, mas enxergá-lo e senti-lo.

3- Comunicação: Às vezes acreditamos que a outra pessoa nos conhece tão bem que não precisamos expressar em palavras nossas necessidades ou desejos. Porém, a outra pessoa, por mais que te conheça, não tem bola de cristal e não consegue saber todos os seus anseios. Assim, se quer construir uma relação saudável, fale claramente o que espera da relação, compartilhe seus desejos e sentimentos, seja franco, verdadeiro e definitivamente assuma a responsabilidade pelo que você pensa. Dessa forma, mal-entendidos serão evitados.

4- Respeito: Estar em uma relação não significa ter que passar todo o tempo grudado. Respeite a privacidade do outro. Não é saudável ficar monitorando o comportamento da outra pessoa. Ciúmes, insegurança e controle não são componentes saudáveis. Procure entender o porquê desses sentimentos e buscar os motivos para atitudes que não são benéficas à relação.

Pin It on Pinterest

Share This