Celebrado no dia 12 de Agosto, o Dia Internacional da Juventude foi criado para lembrar à todos cidadãos e cidadãs do mundo, qual é a importância dos jovens no enfrentamento dos problemas globais que ainda hoje assolam as nações.

  • Atualmente, cerca de 264 milhões de crianças em todo o mundo estão fora da escola;
  • Cerca 2,1 bilhões de pessoas, incluindo jovens e crianças, não dispõem de água potável e saneamento ambiental em suas casas;
  • Estima-se que 815 milhões de pessoas atualmente passam fome no mundo;
  • Uma em cada dez crianças vive em zonas de conflitos de guerra;
  • Além disso, há outros problemas ainda mais graves, como o aquecimento global e o terrorismo, que representam uma séria ameaça à existência da humanidade em médio e longo prazo.

Por todos esses motivos, essa data deve ser entendida como um convite, para levar todos nós, à uma longa reflexão sobre o impacto das nossas decisões nos dias atuais e na vida das futuras gerações. Esse convite à realizar uma reflexão é feito a você, leitor.

Sim, você! Pessoas de todas as idades, culturas e religiões.

Afinal de contas, é fácil dizer que “quando eu nasci, o mundo já existia, então a culpa não é minha.”, não é mesmo? 😉

Tenho uma dica por onde podemos começar essa reflexão: você já parou para pensar como as coisas eram antigamente?

  • Como eram organizados os sistemas educacionais e as rotinas de trabalho no século XIX?
  • Quais técnicas eram mais amplamente empregadas para produzir bens e serviços há 60 anos?
  • Como, e se era possível, organizar — eficientemente e justamente — uma cidade com mais de um milhão de habitantes tal como a Roma antiga, em um período tão rústico tecnologicamente?
  • Porque as guerras começavam e quais lições podemos tirar das consequências desagradáveis, de atos cruéis e impensados, realizados por governantes irresponsáveis?

Pensando sobre todas essas questões, podemos intuitivamente entender que, desde os tempos de outrora, muitas novidades importantes surgiram.

Nesse sentido, a figura do jovem remete à lembrança de uma pessoa que carrega junto de si a esperança de escrever um novo futuro. A juventude está associada no imaginário popular com as idéias de renovação, alegria e vitalidade. Mas… eis que eu te pergunto: você ainda tem dúvidas se a juventude habita em todos nós?

Muitos homens e mulheres, de várias idades, alguns hoje conhecidos, outros nem tanto, tiveram a iniciativa de fazer as coisas de forma diferente e assim mudaram o destino das suas futuras gerações.

Sabe quando você sente aquela intensa coragem ?! Então, é a sua juventude te chamando!
Sabe aquele ímpeto em superar-se mais uma vez? É a sua juventude te chamando mais uma vez e dizendo:  “Eu acredito em você! Faça a diferença nesse mundo, agora!”

Reescrever o futuro e contrariar o destino? Sim, é você o protagonista dessas transformações tão caras à humanidade. Tem alguém lá fora nesse instante esperando por você! Ou seria essa pessoa na sua frente, talvez?

Hoje, tem alguém esperando por você. Amanhã ou em futuro distante, em algum momento no espaço e no tempo, haverá sempre uma pessoa esperando por você.

Munido dessa energia transformadora, já não fará tanta diferença se a sua ação parecer pequena aos olhos dos outros, e sim, aprenderemos que ao fazer o bem, poderemos nos tornar um único ser e… mesmo que só por alguns segundos, sempre nos encontraremos lá.

O Instituto Ideah te faz um convite para reviver a sua juventude, com coragem, ousadia, criatividade e sempre, sempre acreditando de que um pouco que você faça, já estará contribuindo para um mundo melhor.

Neste intuito é que o Ideah planta sua sementinha diariamente: transformando pessoas por meio do autoconhecimento, para serem mais felizes, resgatando o guerreiro, a criança, a ousadia, a coragem, a autoconfiança e o amor ao próximo.

Bora reviver a juventude!?

 

 

 

 

Daniel Cunha.

Estagiário do Instituto Ideah.

 

Pin It on Pinterest

Share This