A atenção nos direciona para o conteúdo primário. Ela é aleatória e pode ser guiada facilmente, como por exemplo, no comando: “volte a sua atenção para a temperatura do seu corpo ou para os seus pés”. Imediatamente você nota algo que não estava percebendo antes.

Por outro lado, a concentração é a capacidade de manter o foco no que você está fazendo. É sim possível controlar nosso foco, mas, para entendê-lo, precisamos apreender antes sobre a Intenção, que é o significado que atribuímos a algo. Quando nós unimos estes dois poderes dinâmicos, Intenção e Atenção, temos o que chamamos de Vontade. É exatamente isso que experimentamos com o gerenciamento do nosso foco: a habilidade de colocar em prática e fazer o que pretendemos de verdade.

Por outro lado, o estresse, a ausência de organização e a falta de clareza sobre a importância das tarefas são os maiores vilões da dificuldade de concentração e foco.

Confira abaixo dicas valiosas do William Ferraz para evitar distrações e cumprir metas, prazos e cronogramas:

1- A mais valiosa dica para melhorar o poder de foco e concentração é encontrar um “porquê” realmente significativo.Você tem um “porquê” GRANDE o bastante? Comece com um que você sabe que é importante, mas que muitas vezes sente que não é suficientemente importante para você e não tem poder suficiente para manter e governar o seu foco. Isso é importante? Por que? E por que? E por que? Siga o porquê das respostas sempre buscando o motivo positivo para chegar a um valor elevado. Chegue ao seu mais alto e maior “por que?”. E perceba então como fica mais fácil se concentrar e estabelecer foco na tarefa.

“Aquele que tem um ‘porquê’ para viver pode suportar quase qualquer ‘como’” (Nietzsche).

É por isso que dizemos que uma pessoa que tem um “porquê” grande o suficiente pode lidar com qualquer obstáculo.

2- Defina quais as atividades mais importantes para qual você pretende dedicar o seu dia. (pode até fazer uma agenda ou cronograma). Assim você estará evitando multitarefas, pois isso pode sobrecarregar o sistema. Então faça uma coisa de cada vez, (caso tenha medo de se perder ou se sinta mais à vontade para fazer uma coisa só quando tem várias na mente, anote as demais para fazer em seguida assim você tira o medo de esquecer e aumenta a atenção na atividade presente).

3- Evite distrações. E para isso precisará antes passar por um processo de auto-observação. Comece descobrindo o que muda a sua atenção de direção. Como redes sociais, mensagens, músicas.  Após descobrir crie regras que te permita ficar com a atenção voltada para a tarefa do momento.

4- Preste atenção na respiração. Uma técnica muito utilizada nas práticas de meditação, é a de voltar a atenção para a própria respiração por algum tempo, este exercício é uma forma de praticar o fazer uma coisa de cada vez. Lembre-se quando praticamos algo desenvolvemos a habilidade.

5- E uma última dica é dar um pequeno intervalo entre a realização das tarefas. Pode ser um intervalo 10 minutos para distrair-se e desacelerar um pouco os pensamentos ou desconectar-se da primeira tarefa para assim quando começar a outra estar preparado para mergulhar nela sem influência da anterior.

Sobre William Ferraz: Master Coach especialista em Neurociência e Inteligência Emocional do Instituto IDEAH de São Paulo. Empresário, Terapeuta, Master Practitioner e Advanced Trainer em Programação Neurolinguística PNL. Formado em Administração de Empresas, Processamento de Dados e pós-graduando em Sociodrama pela Associação Brasileira de Psicodrama e Sociodrama. Trainer com Certificação Internacional em Neuro Semântica – ISNS (EUA) Meta Coach (ACMC) com certificação internacional pela Meta Coach Foundation. Site: http://institutoideah.com.br

Pin It on Pinterest

Share This