Diante das dificuldades e diversidades normais da vida, algumas pessoas crescem e se transformam em pessoas melhores. Por outro lado, há quem simplesmente se deixa destruir e não tem força para se recuperar. Há, porém, formas de readquirir a força interior e um dos passos pode ser dado com o auxílio da Programação Neurolinguística (PNL).
“Em qualquer momento haverá um obstáculo para transpor, seja grande ou pequeno. Entretanto, independente da diferença ou do tamanho, o fato é que todos nós temos que estar preparados para encarar os desafios da vida. A forma que lidamos com esses contratempos, aliás, irão determinar como será o resto da vida. O que tem que ficar claro é que todos tem uma força interior, que é responsável por ultrapassar os próprios limites, mas, assim como um músculo, essa força precisa ser sempre trabalhada e desenvolvida”, explica o especialista em Programação Neurolinguística e diretor do Instituto Ideah, William Ferraz.

Ainda de acordo com William, a todo o momento as pessoas buscam controlar seus sentimentos e emoções, justamente para tentar escapar das consequências ou por puro medo de sofrer emocionalmente. Dessa forma, sem perceber, elas acabam se entregando ao medo. “A força interior é algo que espera seu consentimento para se manifestar. Mas, para que ela seja usada em todo seu potencial é necessário que ocorra uma mudança interna. Esse desenvolvimento tornará a pessoa apta a despertar esse poder que a ajudará na conquista de todos os objetivos”, explica.

A PNL age justamente nesse processo de autoconhecimento, permitindo que as pessoas passem a ter o domínio dos próprios sentimentos e possam identificá-los. A partir daí, será possível decidir como lidar com cada situação ou sentimento gerado, ficando cada vez mais forte para enfrentar os desafios. “Um dos treinamentos utilizados no Ideah é o Firewalker, que é baseado no livro a ‘Jornada do Herói’ e tem como principal objetivo resgatar a força interior, justamente para autossuperação. Ele é um convite à pessoa se transformar no protagonista da própria jornada. Depois de um processo que resgata a capacidade de concentração para atingir qualquer meta traçada e alavancar seu projeto de vida é feita a caminhada na brasa, um ritual que já existe há 1200 a.C e que é focado na superação dos limites. Nesse treinamento de alto impacto, que tem 16 horas de atividades e o comando de uma equipe 100% capacitada, é trabalhado uma série de sentimentos, como a coragem, determinação, confiança, segurança e equilíbrio”, conclui.

Pin It on Pinterest

Share This