“Adeus ano velho, feliz ano novo! Que tudo se realize no ano que vai nascer”. Com o fim das festas é chegado o momento de cumprir as promessas que foram feitas. Porém, passados poucos dias de 2019 já não é fácil encontrar pessoas que ainda mantenham esse sentimento de mudança, de energias renovadas, motivação em alta e o desejo de cumprir questões que foram deixadas na gaveta e que poderiam mudar a vida para melhor. Isso acontece porque elas não solucionaram efetivamente os problemas que as atrapalhavam no ano anterior, sendo complicado iniciar 2019 com a mente mais aberta e feliz.
De acordo com o especialista em Programação Neurolinguística (PNL) e diretor do Instituto Ideah, William Ferraz, para realmente ter uma nova vida, conquistando paz pessoal, profissional e nos relacionamentos, é necessário quebrar a sequência dos hábitos anteriores, ou eles seguirão atrapalhando durante esse novo ano. “Muitos acreditam que os fatores externos são os responsáveis por controlar a vida. Porém, toda a mudança está na própria pessoa e na quebra das crenças limitadoras que a impede de executar as ações que gerariam resultados positivos. Sendo assim, ela só terá a possibilidade de iniciar realmente um ciclo diferente em 2019 se ressignificar seus valores. Somente ao dar um novo significado as experiências, uma nova visão do mundo será aberta e, assim, o caminho do sucesso será alcançado”, afirma.
É importante lembrar que todas as nossas crenças foram formadas por meio de experiências vividas desde a infância, quando há uma grande influência de pessoas a nossa volta, como parentes, professores, pais e amigos. Mais adiante, há ainda as imposições da sociedade. “Todas as nossas crenças foram construídas inconscientemente e, algumas delas, causam um impacto negativo na vida adulta. Ela nada mais é que um estado mental no qual a pessoa acredita que algo seja verdade. Assim, para responder a uma necessidade emocional acaba preferindo seguir esse pensamento limitante, sem nunca parar para questionar aquilo que acredita, o que impede de evoluir e conquistar o que tanto deseja”, diz.
Há, porém, formas de se livrar dessas limitações. O primeiro e mais importante passo é identificar quais são essas crenças que estão impedindo de agir. Uma vez identificada, o próximo ato é encontrar a verdadeira causa, descobrindo em quais situações a crença ganha força e é desencadeada. Por fim, é necessário substituí-las por crenças fortalecedoras. “Para dar início a essa ressignificação a pessoa pode, por exemplo, enfrentar alguma situação em que é obrigado a fazer alguma coisa que acredita não ser capaz de realizar. Escrever as limitações em um papel e deixar elas sempre visíveis também é importante, já que lembra a pessoa sempre do que precisa ser feito e a encoraja a cumprir esse objetivo”, conclui.

Pin It on Pinterest

Share This