Um pequeno detalhe vivido na infância pode fazer uma grande diferença em nossa vida adulta e nem nos damos conta de como limitamos nossos desejos, sonhos e comportamentos. A influência do ambiente, padrões sociais e até mesmo a educação recebida em casa e na escola pode moldar sensações que chamamos de crenças limitantes, embutidas em nós quase como uma verdade absoluta. Nestes casos, não há relação com religião – ou apenas a ela -, mas a toda uma gama de experiências em diversas áreas que interferem diretamente em nosso modo de agir e pensar, gerando interpretações não totalmente verdadeiras sobre nós mesmos.

Um exemplo bem comum é o medo de falar em público. Se em algum momento da infância uma criança foi ridicularizada em uma brincadeira na frente de mais pessoas, certamente ao crescer, quando enfrentar o desafio de uma situação semelhante, automaticamente o cérebro irá resgatar essa memória e relembrará em questão de segundos a sensação vivida, condicionando ao medo de não ser capaz de se expressar em meio a mais pessoas. O que pode trazer a consequência de deixar muitas oportunidades passarem.

E essa é só uma das condições que trazem resultados desagradáveis e que caminham para uma vida medíocre, se acomodando à crença limitante. Há diversos cenários em que ela está presente e não percebemos. Afinal, a acomodação, por si só, já nos deixa sem uma visão mais ampla para nosso próprio autoconhecimento. Sendo assim, fatos, vivências, estados de humor, condutas e hábitos são reforçados justamente em cima das tais crenças. O objetivo mais saudável é identifica-las e resignificá-las com o propósito de mudar o curso da vida em direção das realizações desejadas sem medo ou dúvida focados em alguma incapacidade que possa nos impedir de ter mais saúde, relacionamentos melhores e prosperidade.

Treinamentos que buscam quebrar as crenças limitantes se destacam por trazer resultado efetivo logo nas primeiras técnicas aplicadas com mudança de atitudes, controle dos estados mentais, desenvolvimentos de novas habilidades, entre outras potencialidades. Se você pensou em algumas travas que estão te fazendo procrastinar o enfrentamento de novos desafios, nos dias 10, 11 e 12 de novembro acontece o treinamento de alto impacto Gaivota, para rever pontos da sua vida com mais coerência e consciência. Acesse mais informações neste link e não deixe mais que você interfira na sua própria vida.

Gláucia Viola – Jornalista especializada em Psicologia e Comportamento Humano. Trabalhou em redação na criação de publicações como a revista Psique Ciência e Vida e Sociologia Ciência & Vida. Passou também pelos departamentos de marketing das revistas GEO BrasilScientific American BrasilCiência Hoje e Ciência Hoje das Crianças, ambas chanceladas pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Atuou na produção de material paradidático científico para o Ensino Fundamental e Médio. Coordena projetos diversos na Agência Vincitore de Comunicação (agenciavincitore.com.br).

Pin It on Pinterest

Share This