Já ouviu ou disse que uma pessoa parece “lenta”? Todos possuem comportamentos diferenciados, mas as percepções são, num primeiro momento, o inverso de suas ações. Por exemplo, a pessoa “lenta” percebe o outro como “estressado”. Enquanto um pondera demais para tomar decisões, o outro é impulsivo em suas ações. Enquanto um quer aventura e liberdade, o outro quer estrutura e atuar de forma sistemática e programada.
Existe uma avaliação que mostra a “preferência e padrão comportamental” ou seja, dentro de cada contexto, como funcionários se comportam, de acordo com seu histórico, crenças, valores, nível de inteligência emocional, traumas, entre outros fatores que influenciam. O resultado desta avaliação apresenta quatro tipos de perfis mais altos, que são denominados pelos acrônimos DISC:

D – Dominância: Comportamento orientado a ação, rápida solução de problemas e de tomada de decisões, assumir riscos.
I – Influência: Comportamento orientado para pessoas, relações interpessoais, com tendência e habilidade para utilizar táticas de persuasão.
S – Estabilidade: Comportamento orientado a colaboração, manter o equilíbrio e a harmonia em um ambiente seguro.
C – Cauteloso: Comportamento orientado a investigação de dados e informação, a precisão e a qualidade do desempenho próprio e alheio.

Muita coisa pode ser feita em posse destas informações sobre os padrões comportamentais, para entender as particularidades de cada perfil e adequar a comunicação com o chefe e os colegas de trabalho para obter melhores resultados.

Reconhecer comportamentos que ajudam à crescer e os que sabotam, pode ser crucial para alcançar os objetivos de sua empresa ou metas pessoais.

Se interessou pelo recurso e quer aprender o DISC e também outras técnicas de coac? Começa no dia 29 de agosto, às 19 horas, o nosso curso de Formação em Coaching destinado a pessoas que desejam atuar e se especializar na área. Mais informações no telefone: 011 4949-4444

 

 

Pin It on Pinterest

Share This